ÚLTIMO ESTUDO | 28 de janeiro de 2023

O TRIPLO CORTE DAS PENSÕES DOS REFORMADOS DA SEGURANÇA SOCIAL E DOS APOSENTADOS DA CGA FEITO PELO GOVERNO EM 2022 E 2023, O QUE É GRAVE NUM CONTEXTO DE ESCALADA DE PREÇOS. QUE FAZER?

Neste estudo analiso utilizando gráficos e quadros, construídos com dados oficiais, para tornar mais claras e compreensíveis as consequências em termos de perda de poder de compra, quer para todos os pensionistas da Segurança Social e CGA, quer para aqueles que se reformaram ou aposentaram em 2022, de três medidas tomadas pelo atual governo em 2022 e em 2023, procurando no fim responder à pergunta que muitos me têm feito: QUE FAZER?
Emprego e Desemprego, Injustiça Repartição Rendimento, Segurança Social, CGA, Fundos Pensões
3 dias atrás

COMUNICAÇÃO IMPORTANTE: Informo os trabalhadores que se reformaram ou aposentaram em 2022 que os retroativos a que tem direito, porque os coeficientes de revalorização das remunerações de 2022 só foram publicados pelo governo em 2023, vão ser pagos em março de 2023. Estejam atentos

INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE O QUE ESTÁ DISPONIVEL E PODE FAZER NESTE "SITE"

1- NAS "PASTAS" QUE SE APRESENTAM SEGUIDAMENTE ESTÃO DISPONIVEIS OS ESTUDOS ANTERIORMENTE DIVULGADOS AGRUPADOS POR MATÉRIAS A QUE PODE ACEDER FACILMENTE

2- TAMBÉM AQUI SE PODE INSCREVER PARA RECEBER GRATUITAMENTE OS ESTUDOS SEMANAIS QUE PUBLICO (encontra-se seguidamente uma funcionalidade para fazer isso)

A LISTA B GANHOU AS ELEIÇÕES PARA O CONSELHO GERAL E SUPERVISÃO DA ADSE COM 35,2% DOS VOTOS VÁLIDOS



Outros estudos recentes
Registe-se para receber os estudos gratuitamente por e-mail sempre que sejam publicados.
UM PEDIDO A TODOS OS LEITORES
De acordo com a nova lei de protecção de dados que entrou em vigor no final de Maio de 2018, só se poderá utilizar o endereço de e-mail, neste caso para enviar os meus estudos, se obtiver da parte do proprietário do endereço electrónico o seu consentimento expresso. Por isso, peço a todos os leitores que estejam interessados em receber gratuitamente os meus estudos que se se registem neste site dando o seu consentimento para utilizar o seu e-mail se tiverem interessados em receber semanalmente os estudos que faço. Se já está a receber os estudos indique esse facto na sua mensagem. Informo também que o seu e-mail será retirado/apagado logo que o desejar no futuro, bastando que o comunique.
INFORMAÇÃO
Este site foi atacado já por duas vezes pois divulga estudos feitos com objetividade analisando os problemas económicos e sociais do nosso país utilizando dados oficiais. Com o objetivo de garantir a sua proteção tivemos de o instalar de outra forma e em condições diferentes. No entanto ele vai, gradualmente, tomar a forma que tinha com todos os estudos que estavam disponíveis, porque não é possivel fazer imediatamente.
PEDIMOS A VOSSA AJUDA PARA QUE ESTES ESTUDOS CHEGUEM A MAIS LEITORES E TAMBÉM PARA COMBATER A TENTATIVA DE NOS SILENCIAR. Há muita gente que não gosta dos nossos estudos. Mas vamos resistir e continuar.
Obrigado pela ajuda que puderem dar neste combate pela verdade e pelos que menos têm, divulgando estes estudos.

APRESENTAÇÃO SINTÉTICA E OBJECTIVOS DESTE "SITE"

A maior parte da informação divulgada sobre a economia e a sociedade portuguesa nos media é dominada pelo pensamento neoliberal, porque é este que tem acesso privilegiado aos media. Este domínio é tão grande que atinge os próprios meios académicos podendo-se falar, com propriedade, de um pensamento económico único dominante. Quem esteja familiarizado com a ciência económica, sabe bem que a economia não está acima dos interesses de classe que se confrontam na sociedade, e o neoliberalismo defende os interesses do poder económico dominante nas sociedades capitalistas actuais.

Nos estudos disponíveis neste “site” procura-se analisar os problemas económicos e sociais numa perspectiva diferente, que é a dos interesses dos trabalhadores. No entanto, não existe qualquer pretensão de substituir um pensamento único por outro, mas apenas o propósito de fornecer ao leitor uma outra forma de analisar os problemas económicos e sociais, para que ele, confrontando-a com a do pensamento neoliberal dominante nos media,  forme a sua própria opinião, que é o mais importante.

A verdade só poderá surgir do confronto democrático de ideias e nunca da imposição de um pensamento único como se pretende actualmente.
Para facilitar a pesquisa do leitor agrupamos os estudos em duas grandes Áreas, e dentro destas por Temas, e dentro dos Temas estão os estudos por datas  (data da sua elaboração), pois os estudos são datados (se é associado do Montepio no fim dos Temas encontra ainda informações atualizadas sobre a situação no Montepio).

Encontre mais publicações disponíveis nas seguintes áreas